Marrocos e sua influência na decoração ocidental

postado em: Lifestyle | 0

Muitas vezes nós nem nos damos conta, mas a decoração e a arquitetura brasileiras até hoje são influenciadas positivamente por diversos outros países, como o Marrocos, com sua cultura riquíssima e cheia de peculiaridades. Muxarabis, mosaicos coloridos, pufes esparramados sobre tapetes feitos artesanalmente, madeira entalhada… todos esses elementos que atualmente aparecem reinterpretados na decoração ocidental têm sua origem no mundo árabe. E o Marrocos, em especial, é uma miscelânea de referências, um verdadeiro caldeirão de expressões culturais. Quer saber mais? Então nos acompanhe nessa viagem…

Inspiração Marroquina 1

Inspiraçao marroquina

Inspiração Marroquina 4

Inspiração marroquina 5

Essas influências orientais começaram a se entrelaçar com a arte e a arquitetura ocidental durante a ocupação moura na península Ibérica. O domínio dos mouros durou quase oito séculos, portanto influenciou fortemente a história europeia. Nesse período os árabes eram considerados a vanguarda, com novas técnicas e conhecimentos (em especial na arquitetura e na engenharia naval) que acabariam espalhados pela Europa. Um grande legado dos mouros nas artes decorativas são os coloridos mosaicos cerâmicos – também chamados de Zellige.

Se por um lado a arquitetura marroquina inspirou alguns países do Ocidente ao longo da história, por outro ela também sofreu influência da arquitetura francesa – na cidade de Casablanca, por exemplo, que foi ocupada pela França no início do século XX, as construções apresentam uma versão afrancesada do estilo árabe-andaluz. Um dos países mais influenciados pela arquitetura árabe foi Portugal, que durante mais de 300 anos ocupou militarmente zonas que hoje em dia pertencem ao reino do Marrocos (antigo território dos mouros).

As treliças de madeira, conhecidas como muxarabis, são uma das heranças mais emblemáticas dessa época e foram amplamente utilizadas na arquitetura colonial portuguesa. Por esse motivo, essas treliças também foram inseridas em projetos brasileiros – atualmente, grandes nomes da arquitetura nacional, como Marcio Kogan, ainda utilizam essa solução para trazer luz e ventilação aos espaços internos sem expor os moradores.

Inspiração Marroquina 6

Inspiração Marroquina 7

Inspiração Marroquina 8

Inspiração Marroquina 9

Mas não é apenas na arquitetura que a influência marroquina se faz presente – na decoração também é possível identificar referências orientais utilizadas em projetos contemporâneos: objetos de prata ou alpaca com ornamentos, baús antigos de madeira entalhada, luminárias e lanternas com recortes artesanais, tecidos em tons terrosos e estampas étnicas, Ikats, pufes baixinhos e redondos, cerâmicas coloridas…

Quem pratica esse mix muito bem é o arquiteto Sig Bergamin, que utiliza suas viagens pelo mundo como fonte de inspiração para compor espaços com muitas estampas, tecidos, cores e exuberância. Aliás, exuberância é a palavra ideal para definir esse estilo. Outro grande objeto de desejo no mundo ocidental são os tapetes marroquinos, normalmente produzidos à mão por artesãos que aprendem técnicas ancestrais com seus familiares. Sejam eles coloridos ou em tons neutros, os tapetes orientais são inigualáveis.

E vale uma dica final: não é preciso usar todos esses elementos de uma só vez ou criar um espaço caricato demais. Legal mesmo é se espelhar na cultural oriental, mas usando apenas pinceladas, e trazendo essa influência para os dias de hoje.

Inspiração Marroquina 10

Inspiração Marroquina 11

Inspiração Marroquina 12

Entre no mood com os produtos abaixo:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *