Design De Móveis: As Histórias Dos Bastidores

postado em: Lifestyle | 0

Você já parou para pensar que todo design de móveis tem uma história por trás? Sempre há um conceito que traduz a bagagem de cada designer, bem como quais sentimentos ele deseja despertar com aquela peça. Isso é o que torna o design brasileiro tão rico, diverso e ao mesmo tempo uma verdadeira miscelânea de ideias. Agora prepare-se para descobrir os bastidores do design de mobiliário contemporâneo no Brasil.

Design De Móveis No Brasil

Do modernismo à ascensão do contemporâneo, o design de móveis brasileiros é repleto de tesouros que fazem parte dos mais diversos tipos de casas. Somos grandes entusiastas do design autoral e nacional, por isso convidamos alguns talentos da área não só para um bate-papo sobre suas criações, mas também para revelarem os bastidores. Confira abaixo o que eles têm a dizer sobre suas peças:

Luminária Lume, Design de Bruno Faucz

Um designer que viajou todo o Brasil com o objetivo de conhecer e assim entender com maior profundidade o mundo dos consumidores de móveis. Ele nos conta sobre sua criação, a luminária Lume:

“ A demanda por uma luminária veio da fábrica, então comecei a desenhar alguns modelos, sempre buscando um desenho eclético que não necessitasse de uma decoração específica. Busquei traços dinâmicos, queria que as linhas da peça fossem contínuas, fluídas, por este motivo o encontro entre as diferentes peças de madeira é sempre tangencial. Utilizei chanfrados e raios para dar suavidade e valorizar a madeira maciça.

Adoro trabalhar com madeira, sem dúvida é meu material preferido. Neste caso em específico a sugestão foi da fábrica parceira, eles desenvolveram um molde e na hora eu topei a ideia. Procuro trabalhar sempre em comunicação direta e constante com as fábricas, pois isso deixa o trabalho fluir muito bem.

Pensando que a luminária poderia ser usada em um quarto ou próximo da entrada da casa, coloquei uma pequena bandeja centralizada, imaginando que pequenos objetos de uso cotidiano pudessem ser deixados ali (chaves ou carteiras, por exemplo) ” – Bruno Faucz

Design da Luminária Lume por Bruno Faucz

Aparador Lucio, por Théo Egami

Em seu trabalho notamos suas raízes orientais, observamos linhas retas, formas simples e ao mesmo tempo puras como o golpe da espada de um samurai. Para Theo, o design é mais que um simples desenho, é um estilo de vida e ele fala sobre seu aparador Lucio:

“ Esse móvel teve inspiração na década de 1960. Utilizei referências como Niemeyer, Joaquim Tenreiro, entre outros. O nome Lucio faz uma menção a Lucio Costa, professor e parceiro de trabalho de Oscar Niemeyer. Depois da inspiração, elaborei alternativas de funcionalidades para o produto, e, por fim, somei os materiais e tecnologia disponíveis no mercado que tinham relação com o desenho da época e o potencial da fábrica.

Após essa compilação de informações, passo à fase dos croquis. Essa fase é a hora de unir tudo o que foi compilado e começo a dar vida ao produto através de rabiscos e desenhos. Por fim, o desenho toma vida e é feito o primeiro protótipo, fase na qual são corrigidos todos os problemas construtivos, problemas de processo de produção e coerência do desenho.

Nesse caso resolvi apresentar materiais ligados à década de 1960. A mistura de madeiras como louro negro e pau ferro mesclado com a cor preta é algo recorrente daquela época, o mesmo ocorre nos metais e couro, então podemos resumir que esse aparador, apesar de simples, segue uma coerência formal tanto no que se refere a desenho como escolha de materiais ” – Théo Egami

Design do Aparador Lúcio por Theo Egami

Poltrona Monalisa, Design por Cintia Gomes

Sofisticação, o conforto, mas também a funcionalidade. No desenvolvimento de seus produtos a designer Cintia Gomes pesquisa o uso de novos materiais como a corda pet. Conheça os bastidores da poltrona Monalisa:

A poltrona Monalisa foi concebida em 2011 com o intuito de oferecer imponência, classe e estilo para os ambientes. No momento de criação, além da beleza e ergonomia, também há a preocupação com todos os processos de fabricação do móvel, desde o desenho à montagem e acabamento, visando maximizar processos e custos.

A peça é desenvolvida artesanalmente com cordas ecológicas, fabricadas através da reciclagem de garrafas PET. A cada quilograma de corda ecológica produzida, cerca de 20 garrafas PET de dois litros deixam de ser descartadas na natureza ” – Cintia Gomes

Poltrona Monalisa, Design de Cintia Gomes

Poltrona Temes, por Lattoog

Mais do que a fusão entre os nomes dos sócios, o arquiteto Leonardo Lattavo e o designer Pedro Moog, é a proposta de uma experiência inovadora em design e arquitetura, marcada pela pluralidade de duas formações diferentes, mas complementares. Conheça sua criação, a poltrona Temes:

“ A poltrona Temes dá sequência a um conceito iniciado com a poltrona Pantosh: a ideia de Design-Fusão, criada originalmente pela Lattoog, que se define basicamente pela mistura dos desenhos de outros móveis consagrados em décadas anteriores, resultando na chamada “família Vira-lata”. A Temes é a segunda peça dessa família e a primeira peça que incorpora na fusão um móvel brasileiro. Neste caso, uma cadeira de Joaquim Tenreiro projetada nos anos 40-50 se articula com a ´La Chaise´, de Charles e Ray Eames, feita em 1948. O próprio nome da poltrona também brinca com o conceito de fusão: Tenreiro + Eames = Temes.

A complexa construção da Temes só foi possível após uma série de estudos em “chão de fábrica” que resultaram em uma combinação sequencial de técnicas construtivas que incorporam prensagem de laminados em curva, cortes em fresas computadorizadas (CNC) , boleados… Um dos maiores desafios foi não perder as qualidades formais do conceito inicial que abusa de curvas. Vários protótipos foram construídos até chegar ao consenso ideal ” – Lattoog

Poltrona Temes desenhada por Lattoog

Mesa Hall Ballerina, por Amélia Tarozzo

Amélia Tarozzo diz que sua inspiração vem da arte, do design de objetos, da arquitetura e de pequenos detalhes do cotidiano, mas que normalmente nos passam despercebidos.

“Havia uma demanda do fabricante para que eu desenhasse uma mesa de hall, um pouco mais alta. No início me inspirei na catedral de Brasília, com suas vigas que sobem e se encontram em um eixo mais acinturado. Depois que eu comecei com esses traços que se convergiam para um ponto no centro, decidi que aquele centro precisava ser valorizado – já que ele foi muito estudado. Por isso quis colocar essa cinta metalizada para que desse o arremate final, e também as ponteiras nos pés. Ao final, me deparei com um desenho que me lembrou as bailarinas.

Para mim, o segredo para usar acabamentos metalizados sem pecar pelo exagero está na compensação de materiais. Eu prefiro que as peças sejam mais neutras, então o uso do metal nos meus projetos é sempre muito equilibrado – com madeiras mais sóbrias e escuras, sem muitos adornos para decorar o produto”. – Amélia Tarozzo

ballerina

Buffet Quadros, Design de Leandro Garcia

“A ideia foi criar uma peça simples e sofisticada, onde cada uma de suas partes foi pensada para ser trabalhada com diferentes matérias-primas, sendo as portas, itens que ficam em maior evidência visual e recebem o contato físico do usuário na maior parte do tempo, os mais valorizados, tanto pelos puxadores e molduras metálicas como pelos revestimentos de couro.

Trabalhamos todo o desenho, formas e proporções da peça, e o resultado é um produto que dá ao cliente a liberdade de personalizar o móvel de acordo com a sua vontade ou necessidade, já que existe uma infinidade de possibilidades de combinações entre os diversos acabamentos de metais, couros e madeiras ou pinturas” – Leandro Garcia

Quadros

Bônus: Obra De Arte Brasileira

Obra Aerial, Design de Marcio Pontes

“ Acho a arte uma coisa extremamente importante em uma sociedade. É ela que fará as pessoas pensarem e perceberem o momento em que estão inseridos na história. De uma maneira mais simples e decorativa, acho que é a arte que vai refletir a felicidade e sonhos de cada um.

A inspiração para o meu trabalho vem da minha maneira de observar a vida ao meu redor. Parte disso é o interesse pela arte disponível em galerias, museus, cinema, fotografia e livros. Outra observação vem das ruas e da arquitetura que cerca nosso bairro e que às vezes tem que ser percebida. É a percepção de luz e sombra, a geometria de janelas e fachadas em um novo prédio, por exemplo. Já a natureza tem a mais perfeita geometria e organização – desde as células até as cores que encontramos nos animais e plantas. Isso serve de mistura para a minha geometria, minha maneira de organizar e repetir elementos nos quadros que tenho produzido ” – Marcio Pontes

aerial

Nossa Curadoria De Design De Móveis Brasileiros

Preparamos curadorias recorrentes de modelos de móveis com design brasileiro, bem como peças de arte, para nossa linha aqui da loja. Então você pode explorar o melhor do design brasileiro disponível no nosso site!

Acompanhe as novidades! Nos siga no Instagram @gplifedecor