Macau: do passado colonial aos cassinos contemporâneos

postado em: Life Decor, Lifestyle | 0

Você já ouviu falar a respeito de Macau? Fundada a partir de um pequeno vilarejo de pescadores, no litoral chinês, a região é atualmente conhecida por sua multiculturalidade e abriga os cassinos mais luxuosos do mundo oriental. Para entender esse processo de desenvolvimento, é preciso retornar ao início da década de 1550, quando, por causa de sua localização estratégica para o comércio, navegadores portugueses começaram a se instalar ali. É a partir de então que tem início o encontro de culturas que se faz presente até os dias de hoje.

Assim como Hong Kong, Macau é uma região administrativa especial pertencente ao território chinês, mas nem sempre foi assim. Após poucos anos de estabelecimento provisório europeu no território, não tardou para que os governos de China e Portugal firmassem um acordo que não só permitia a presença dos portugueses ali, como também dava a eles grande grau de governança na região, tornando-a uma colônia europeia em território asiático. Com o passar do tempo e graças a sua localização, Macau tornou-se um importante entreposto comercial entre Europa, Japão e China.

Além da prosperidade econômica, a coexistência entre portugueses e chineses teve reflexos em diversos aspectos culturais. Mesmo após Macau voltar a ser um território chinês, em 1999, referências ocidentais permaneceram em todas as partes: desde a língua portuguesa como um dos idiomas oficiais, até as construções do centro histórico e as pedras portuguesas dispostas em mosaico pelas calçadas.

Macau

Macau

Macau

Macau

Com o fim da condição de colônia, novas atividades passaram a ter destaque em Macau. Pela legalidade dos jogos de azar e a beleza proporcionada por seu patrimônio cultural, a região tornou-se perfeita para o turismo, atraindo milhões de visitantes todos os anos. Os cassinos, por serem grandiosos e muitos, deram à Macau o apelido de “Las Vegas do Oriente”, o que pode passar uma ideia equivocada, uma vez que na realidade, a região possui uma renda de jogos ainda maior que a cidade americana.

Quando a noite cai, Macau não parece a mesma cidade histórica que durante muito tempo permaneceu sob condição de Colônia. Isso se dá por que as luzes e a movimentação vindas dos Hotéis-Cassinos tomam conta do lugar. Pensados, desde a construção, para atrair o público através do luxo, a arquitetura e decoração desses prédios enormes não deixam barato: para ter uma ideia, o maior de seus cassinos – The Venetian – possui 800 mesas de jogos, 3.400 máquinas caça-níqueis, 3 mil quartos para dormir, 650 lojas, arena para shows, piscinas e até um minicampo de golf.

Macau

Macau

Macau

Mas a grandiosidade não se dá apenas pelas dimensões, ela está também nos acabamentos: metais nobres estão presentes por toda a parte, pintando de dourado e bronze os detalhes por dentro e por fora das construções. E, pela influência da colonização portuguesa e do passado colonial, os cassinos são palco para uma combinação arquitetônica um tanto quanto original: traços ocidentais se misturam com o estilo clássico oriental e referências imperiais contrastam com a contemporaneidade das obras e peças que as integram.

Macau

Macau

Macau

Macau

Para provar o potencial decorativo dessa tendências, selecionamos uma série de produtos bacanas da nossa loja. Conheça cada um deles e escolha o seu preferido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *